Corremos para os braços de Morpheu

Desde a lida mais remota da consciência do ser humano abundam preocupações e elaborações sobre o sono. Ela inspira histórias diversas, seja a Bela Adormecida, seja o soneca dos sete anões, seja na mitologia a história de Morpheu.

Pode ser idiota ter que admitir, mas o descanso, a reposição das energias, o reequilíbrio do corpo, se dá através do sono. E ele nos faz toda diferença. Se dormimos pouco ficamos com olheiras, défict de atenção, impaciência e moleza. Se dormimos muito ficamos do mesmo jeito! Certa vez uma amiga me garantiu que o sono é retroalimentado. O que ela queria me convencer era de que quanto mais dormimos, mais precisamos dormir.

O que fazemos com frequência é idealizar o sono. Aliás, romanceamos o sono. Uma noite longa, tranquila, regular, de preferência fechando os olhos vendo a imagem do ser amado, e abrindo os olhos calmamente pela manhã e já o enxergando. Parece bonito, mas não é. É a visão do inferno! Já se olhou no espelho ao acordar? Tem condição do amor surgir? Bonito ao acordar, só gato e criança. De resto é uma tristeza, digno de pena mesmo. O cabelo desgrenhado, um hálito que não se comenta, os olhos e narizes inchados como os de quem tomou uma porrada na cara, uma lástima. Se alguém acorda bonito, por favor, vem dormir comigo!

Pra muitas pessoas, creio até que eu me inclua entre essas, o sono tranquilo é como um sonho de consumo. Eu não quero um carro do ano, eu não quero uma mansão luxuosa, eu não quero um sem número de amantes. Tudo isso parece ótimo, mas no fundo só me acrescentam em aborrecimentos. Eu quero é dormir. Dormir muito, consolada, tranqüila, calma.

Mas o sono, como tudo em nossas vidas, está a reboque da modernidade. Ele é maltratado, desconsiderado, desprestigiado pela economia que regula o mundo em que vivemos por insistência, por pura pirraça. Há frases que impulsionaram o capitalismo do tipo: coma ou durma bem. Quem trabalha muito, supostamente, deveria comer bem. E quem dorme muito, supostamente, trabalharia pouco e pouco ganharia para comer. Eis que se o intuito era me fazer prezar o trabalho, só consegue me colocar em dúvida. Adoro tanto comer quanto dormir, mas quando estou muito cansada, acabada, se tiver que escolher entre comer ou dormir, eu desabo.
Logo, se o êxito do indivíduo no mundo capitalista é informado pela proporção inversa do seu sono, eu estou fadada ao fracasso. Alguém me joga uma esmola?

Enfim, é muita condenação moral para o sono. Não se pode dormir no trabalho. Não se pode dormir no shopping. E pior, não se pode dormir nem no trânsito. O simples ato de dormir é tão civilizado, tão regulado, que eu vejo o sono quase como uma cerimônia. Não faltam protocolos: tem que ter um lugar solene, a cama. Com um traje apropriado, camisola ou pijama. Há ainda um horário fixado, afinal, quem está a salvo de um despertador? E como se não bastasse, o local tem que ser escuro e silencioso, tal e qual algo feito às escondidas, quase um crime.

Como tenho uma veia insubordinada, insisto em não seguir todas as regras. Por exemplo, eu me acabo numa naninha a tarde, mas tenho noção que é um regalo de poucos. E adoro dormir com qualquer roupa, pois me sinto pronta pra festa a fantasia quando visto pijama ou algo do gênero. Pra finalizar, despertador só me serve para piadas. E você, segue todas as medidas protocolares do sono?


Comentários

;) disse…
Um tem coisa que tem que seguir, principalmente qnd não tô de férias o despertador é o vilão.
Mas confesso que o melhor sono é aquele no sofá, com a tv ligada, com roupa 'de sair'.
éé... eu AMO durmir!

*Acabei de postar, se puder, passa por láá ;)
Dama de Cinzas disse…
Não me canso de dizer que seus textos são excelentes. Gostaria que todos tivesses essa facilidade que vc tem com as palavras.

Eu concordo com vc, comer e dormir é o meu sonho de consumo. Eu amo fazer essas duas coisas e faço tirando o maior prazer possível.

Não me peça para pular uma noite de sono porque eu vou ficar péssima. Preciso dele e o valorizo demais.

Beijos
;) disse…
Aiiii... brigada!!! ^^
Que bom que gostou!

Seus textos tbm são incríveis!

Beeeijos
;***
Tell Aragão disse…
sei não... ultimamente, tenho tido insônia... :(
e quando durmo, acordo cansada, com dor de cabeça... acho que dormir tá me fazendo mal rsrs
Tássia Jaeger disse…
Nossa, certamente que a pior parte do sono é o acordar. Não tem nada que me tire mais do sério do que o despertador. E o pior de tudo é que, muitas vezes, acordo antes dele tocar por medo do desgraçado justamente não tocar. Isso mesmo! Irônico não? Ficamos dependentes do filho da puta do despertador pq nem ele é capaz de fazer a função dele direito! Tu acredita que esses dias eu tava no bom do soninho com meu namorado e dou um pulo do nada porque meu subconsciente retardado e inteligente, ao mesmo tempo, me disse durante o sono: "a porcaria do seu celular-depertador não vai tocar, pois ele adora desconfigurar do nada"? Dito e feito. Acordei num pulo e conferi a merda do celular que tava desregulado conforme dizia meu subconsciente. Coisa do além né? Faltava uma hora pra acordar e só lembro do meu namorado dizendo: "tu tá loca guria, que isso?" Ele se assustou com o pulo. Ah...e mais...aquela história de que quando eu morrer eu vou ter bastante tempo pra durmir já tá desgastada...qro descansar poxa, eu mereço!
Ah, dormir.... Tão bom... Mas nem tão bom qto sonhar, nem q seja acordada...

Bjus!!
camila disse…
Gosteeei e lii
adoreeei :)
meu blog:
www.imensidadx3.blogspot.com


;*
Malú disse…
Oi! Valeu pelo comentário,
acabei de postar um meme, e indiquei pra vc responder... se quiser ;)

Beijão!
Como sempre excelente Pitty. E falaste de um assunto que me pertuba... sono! Eu tenho sono 24 horas por dia, preciso de 8, 10, 12 horas de sono SIM, quanto mais de dorme mais se quer dormir. Despetador:2! Poruqe não consigo acordar mesmo... tenho horários a cumprir e o que acontece?atraso! na minha hora de almoço depois do rango o que faço?durmo, nem que seja 10 minutos. Tenho sempre muita coisa pra fazer e pouco tempo pra dormir, esse negocio de gente grande aiai(aliás leia o texto crescer parte 2 no meu blog). Sabe o que eu queria dormir o quanto quisesse e fazer as coisas na hora que eu estivesse disposta poxa... hehehe. Acordar 6 e meia, tomar banho, encarar uma sala que tem ar-condicionado, sofá e tv!!! TORTURA, minha sala de trabalho é um luxo só e a gente desfruta quando o chefe não tá. hehehe.

eu ponho pijama, mas também adoro dormir com qualquer roupa! Ligo a tv, ponho timer tiro o volume se ja estou com aquele sono, senão vou ver tv atéeee dormir naturalmente. No geral mesmo deito, ponho timer, aciono os despertadores e viro pra esquerda...BOM SONO.
caraca olha o tamanho do coment!
cacete...
nem agradeci seus comentários ótimos.
BEIJOS
Este comentário foi removido pelo autor.
Eu removi a de cima pois estava igual a anterior...
enfim...
continue se viciando heheheh a recíproca é verdadeiraaaaaaaa.
Toma lá da cá né?
Beijos e viva o lado coca-cola da vida!
agradeço muito os comentários, acho que meu beijo tá do jeito que eu gosto agora!
Malú disse…
Oi!
Não se preocupe com o negócio do meme, indiquei vc porque gosto do blog ;D tranquilão.

Ah, não sigo as medidas protocolares do sono, não. rsrs ;)
Beijo*
;) disse…
Ah... acabei de postar... se der passa por láá
;)

Beeeijo
;*
Nathália disse…
"Tem condição do amor surgir?" Hahahaha

Menina, esse texto tá ótimo. Mais do que o normal.
Eu durmo com qualquer roupa também. E adoro dormir no sofá, logo depois do almoço.

Adoro dormir.

Beijo!
Menina...eu tenho tanto sono que dói. Ainda bem que não sou a única a me acabar de dormir sempre que possível...

Beijoss
Tell Aragão disse…
where are you?
as maldades finalmente saíram...
estão lá no blog...
meme cumprido
Oi sumida!
Passa lá no meu blog q tem post novo!

Bjus e bom domingo!!
Bill Falcão disse…
Como vão as férias? Além de dormir, claro!
Bjoooooooo!!!!!!!
Pitty sumidaaaaaaaa e aí como vc está querida???
espeor que esteja bem...
beijossss
Olááá,
Adorei o blog! E, acho que vão curtir esse aqui também:

http://tdpersonalizado.blogspot.com

É tão fofu!
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Tirania, autoritarismo ou despotismo

Assisti Clube da Luta, Vinicius