Postagens

Quando um livro vira clássico

Imagem
“Quando a Rua Vira Casa”, de Arno Vogel, Marco Antonio da Silva Mello e Orlando Mollica, publicado originalmente em 1989, com apresentação de Carlos Nelson Ferreira dos Santos, chega à sua quarta edição, pela Editora EDUFF, com a apresentação de Felipe Berocan Veiga e Soraya Silveira Simões. O livro é o relatório final de um trabalho de equipe desenvolvido em 1979, no bairro do Catumbi e na Selva de Pedra, na cidade do Rio de Janeiro, junto ao Centro de Pesquisas Urbanas do Instituto Brasileiro de Administração Municipal[1]. Com o enquadramento conceitual e metodológico à cargo de Arno Voguel e Marco Antonio Mello, e registros visuais de Orlando Mollina, o relatório da pesquisa “Espaço Social e Lazer, Estudo Antropológico e Arquitetônico do Bairro Catumbi” se consolida como uma leitura densa, de um recorte metropolitano carioca, abarcando a materialidade e o simbólico, as afetividades e o cotidiano, com cerne antropológico e viés crítico. A apresentação do livro, escrita por Felipe B…

Assisti Clube da Luta, Vinicius

Imagem
Nos idos de 1999, estudando na FACHA, eu ia e voltava pra Niterói com Vinicius. Ele era ótimo de papo, hiper agradável, antenado sobre publicidade, música e cinema, hábil em produção visual. Sacava tudo dos programas mais tops para edição de imagens e fazia até estágio ou monitoria, não sei ao certo, no laboratório de informática da faculdade. Ele era tão fera que criava fontes. Olha que coisa específica, em 1999 me deparei com uma  pessoa que criava fontes. E ele me mostrou algumas das fontes que estava desenvolvendo e outras prontas. Uma das prontas foi usada no cartaz brasileiro do filme Clube da Luta. Eu fiquei muito impressionada e um pouco envergonhada. Impressionada porque o filme foi uma sensação, super divulgado, e envergonhada porque eu não tinha assistido. E eu precisava assistir!

Essa semana lembrei disso. Sim, sou dessas que têm memória de elefante e lembro de coisas de 20 anos atrás como se tivesse ocorrido ontem. Isso é uma espécie de bomba na fronteira, que pode explo…

Nise da Silveira - O Coração da Loucura

Imagem
(Foto: Divulgação)
Pra começar, uma merecida homenagem. Poderia parar por aí, mas "Nise da Silveira - O Coração da Loucura" é um filme que vai bastante além.Me limitarei a comentar um ou outro elemento técnico, uma vez que uma análise de aspectos subjetivos de um filme tão intenso renderia facilmente um livro.  
Hospital psiquiátrico, Engenho de Dentro, Rio de Janeiro, década de 1940. O filme começa exigindo pesquisa de figurino, arte, locação e fotografia. Não falha. O hospital tem a estrutura pavorosamente perfeita para a época, o figurino é simples e exato, o mobiliário e objetos de cena estão bem estudados e a fotografia acompanhou no tom a crueza, a sobriedade quase sombria da instituição. E como sou daquelas que ficam na sala de projeção lendo os créditos, percebi que a continuísta foi citada em memória. Pois bem, que a companheira de ofício, que sem dúvida contribuiu com  um ótimo trabalho, descanse em paz.
O roteiro assinado por Flávia Castro e Maurício Lissovsky fo…

Do Porto ao Porto Maravilha: Discursos que (re)criam a cidade

Imagem
O Rio de Janeiro passa por intensas transformações. Da estrutura urbana às tramas políticas e econômicas e convulsões sociais, a cidade ganha projeção e torna-se um espaço para onde convergem olhares, interesses, negócios, grandes eventos e pessoas. Imersos no fenômeno, torna-se difícil compreender tudo o que está acontecendo. No entanto, a cidade intensa e complexa é um objeto instigante de investigações e registros variados.
Do Porto ao Porto Maravilha: discursos que (re)criam a cidade é um trabalho que registra um momento de intensas transformações no espaço urbano do Rio de Janeiro, no anseio de reestabelecer o prestígio da cidade frente ao país e ao mundo. Priscilla Oliveira Xavier analisa as estratégias de atuação dos grandes capitais, o comportamento do Estado e as articulações da sociedade civil a partir de discursos produzidos em arenas políticas. Toma como estudo de caso o projeto de revitalização da região portuária central do Rio de Janeiro, na figura de uma Operação Urbana…

Nova Praça Mauá - 11 de Setembro de 2015

Imagem

Dispositivos fotográficos X Cérebro humano

Imagem
Muito sinceramente acho ótimo o prazer, o entusiasmo e a alegria que as pessoas têm em tirar fotos. E vez por outra me perguntam qual o melhor celular, a melhor máquina, a melhor lente e enfim, o equipamento, o dispositivo ideal para tirar fotos incríveis.

Minha resposta a essa questão constante é "rude", no meu típico sincericídio. Esclareço que a tecnologia avança à vontade, mas nada substitui um cérebro. Em outros termos, o dispositivo pode ser ótimo, mas fundamental mesmo é nos capacitarmos para tirar o melhor proveito que ele possa oferecer.

A lei do menor esforço exige o equipamento mais avançado e financeiramente inacessível para aquela atuação medíocre e resultado impactante. Não sabendo exatamente o que quer transmitir, mira sabe-se lá o quê, dá um clique e verifica se ficou legal. Se está bom, tá bom. Se não está bom, apaga. Se a sorte for grande, publica e já garantiu umas curtidas. Mas pra se garantir que qualquer foto é boa, a qualidade da lente e equipamento d…

Vida é Crônica

Imagem
Numa manhã de sol eu caminhava pelas alas de um shopping que simula uma cidade, com arruamento ao redor para transitar carros, uma praça central com chafariz, árvores, bancos, postes, lojas, restaurantes e prédios. Os velhotes iam para onde tivesse assento e um pouco de sol. As crianças, umas com patinetes circundavam o chafariz e ensaiavam uma passagem emocionante por uma ponte sobre um pequeno lago artificial, outras alimentavam com pipoca os peixes horríveis e desproporcionais que praticamente poluíam o lago raso.  Os mais jovens exibiam seus trajes vanguarda, namoravam e buscavam um local perfeito pra valorizar uma selfie. Os cachorros circulavam na guia, abanavam seus rabos e socializavam muito mais que seus donos. Conforme eu caminhava ia aceitando aquela aberração em forma de cidade, só abalando a minha tranquilidade os numerosos seguranças fazendo a linha figuração de filme do Charles Bronson. Enfim, foi distrair dos seguranças para ver a ternura e poesia do encontro, a comun…